Artigos Destaques

Rádio: 95 anos de evolução e credibilidade

DSC01143 - comp

Carlos Alberto Ross – Presidente do Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Estado de Santa Catarina – SERT/SC

Hoje é um dia de comemoração, estamos comemorando os 95 anos do rádio no Brasil. Das 1.781 rádios AM, cerca de 1.500 solicitaram a mudança para o FM. As demais candidatas terão que esperar a conclusão do processo de digitalização da televisão, responsável por liberar espaço para todas as entidades que desejem fazer a modificação. De acordo com o ministro Kassab, quase 650 emissoras concluíram o processo e até o final do ano, vamos atingir e ultrapassar a marca de 1.000 migrações.

A AM teve seu momento, mas a tecnologia gera uma evolução natural e muito rápida. O sistema de rádio é um gigante econômico e, obviamente, necessitava de uma urgente transição para FM. Por muito tempo, essa foi uma luta da radiodifusão.

Estou no rádio a mais de 50 anos, de lá pra cá tivemos muitas evoluções e com todo este progresso, o conteúdo sempre se manteve importante e sempre continuará.

Hoje, devido aos grandes avanços tecnológicos o rádio é onipresente, está nas casas, nos carros, até nos smartphones. Atualmente, o rádio é ouvido por 89% da população brasileira, segundo pesquisa realizada pelo Ibope Media.

O rádio é considerado um dos meios de comunicação com maior credibilidade, não sendo apenas um simples veículo de comunicação, é uma das ferramentas mais econômicas e com resultados garantidos, ágil, interativo, e de fácil acesso. Também desempenha a função de ação social, atendendo os interesses da sociedade, ajudando a resolver os problemas regionais com a troca de informações com os ouvintes. Um exemplo foi a catástrofe climática que aconteceu recentemente no Texas, à audiência do rádio aumentou durante a situação de emergência, os ouvintes recorreram em massa ao rádio para se manter informados. Isso comprova a capacidade do rádio de transmitir informações de forma rápida e confiável.

Como presidente do Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão de SC- SERT/SC junto com a diretoria defendemos a importância das realizações de Encontros Regionais, Seminários, Cursos e Treinamentos, porque entendemos que quem faz o rádio são as pessoas. E são essas pessoas, que temos que capacitar porque são elas que fazem o rádio acontecer!

Nosso maior ativo continua sendo a nossa credibilidade!

Viva o rádio pelos 95 anos no Brasil.