ABERT Entrevista: Fábio Faria destaca leilão do 5G, chip FM e digitalização da TV

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, participou, nesta quarta-feira (6), do ABERT Entrevista. Foi durante visita à sede da Associação, em Brasília.

Em conversa com o jornalista Rodrigo Orengo, o ministro falou sobre as expectativas para o leilão do 5G, previsto para o início de novembro, e sobre a transferência do sinal da TV aberta por satélite da banda C para a banda Ku, solução defendida pela ABERT e que está contemplada no edital do 5G.

“Nós vamos fazer a migração, limpar a faixa, trocar da banda C para a banda Ku. Futuramente, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) pode até vender essa faixa e isso vai ajudar e muito o setor de radiodifusão, porque com o 5G chegando, não iria ter funcionamento”, disse Faria.

“O 5G vem para conectar as empresas, a indústria. Ele vai tornar o Brasil totalmente conectado. O nosso agro, a nossa educação e o nosso setor de radiodifusão, tudo ficará conectado. Vai ser uma mudança muito grande porque, do 4G para o 5G, a velocidade aumenta em quase 100 vezes mais” afirmou.

Fábio Faria falou também sobre o desbloqueio do chip FM no celular. De acordo com o ministro, os aparelhos fabricados no Brasil já têm o dispositivo, faltando apenas a habilitação do equipamento.

“Hoje, no Brasil, nós temos 260 milhões de celulares e a rádio é ouvida por 82% da população, só que quem trabalha em um lugar mais remoto, e tem um salário mais reduzido, não consegue ficar durante as oito horas de trabalho pagando a banda larga, ou pagando wifi para ficar usando rádio. Ele fica incomunicável. A gente precisa levar comunicação para essa população, principalmente após a pandemia”, defendeu.

Outro projeto ressaltado pelo ministro foi o programa Digitaliza Brasil. Segundo Faria, até dezembro de 2022, serão investidos R$ 850 milhões para que todas as cidades brasileiras recebam o sinal digital de TV.

Para a íntegra da entrevista, clique aqui:

Fonte: ABERT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *