Rádio: 94 anos de evolução e credibilidade

presidente
Carlos Alberto Ross  Presidente do SERT/SC

No dia 25 de setembro, é comemorado o Dia do Rádio, a data se dá devido ao nascimento de Roquete Pinto, pai do rádio. Roquete foi quem fundou a primeira rádio brasileira, em 1923, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro. Consolidando, em 2016, 94 anos de história.

Desde a primeira transmissão, muitas coisas mudaram, as evoluções que aconteceram no meio radiofônico são sentidas até hoje. Essas mudanças possibilitaram a expansão do rádio, fazendo dele um veículo onipresente, está nas casas, nos carros, até nos smartphones, atingindo um novo público. O rádio é ouvido por 89% da população brasileira, segundo pesquisa realizada pelo Ibope Media.

O rádio é considerado um dos meios de comunicação com maior credibilidade, não sendo apenas um simples veículo de comunicação, é uma das ferramentas mais econômicas e com resultados garantidos, ágil, interativo, e de fácil acesso. Também desempenha a função de ação social, atendendo os interesses da sociedade, ajudando a resolver os problemas regionais com a troca de informações com os ouvintes.

Num período marcado pela transformação, o rádio passa por uma grande mudança: a transição das rádios AM para FM. No Brasil, são 1781 rádios AM, desse total, 1388 rádios já solicitaram a mudança para o FM. Em Santa Catarina, são 109 rádios AM, desse total, 100 já solicitaram a alteração para FM, sendo que o Ministério da Comunicação já autorizou a migração de 53 emissoras de rádio AM, desse total, 5 emissoras são catarinense.

O Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Estado de Santa Catarina-SERT/SC representa a categoria econômica dos radiodifusores catarinenses na esfera judicial e extrajudicial, atualmente conta com 213 emissoras no quadro de afiliadas, sendo 100 rádios FM, 98 rádios AM, 15 TVs, presente num total de 97 municípios.

Para o Presidente Carlos Alberto Ross, o rádio acompanha o futuro da comunicação em nosso país, mas deve ser modernizado, sendo implantados novos formatos e a alternância com as plataformas digitais. Feliz Dia do Rádio!